Carregando...
DIPRONotícias

História Permanente do Cinema Especial | Mostra Clássicas

Como atividade de formação de público, a abertura da Mostra Clássicas exibe as obras Folhas Caindo (1912), de Alice Guy Blanché e A Vida é uma dança (1940), de Dorothy Arzner; seguida de debate com Mariah Soares, curadora do Cineclube Aranha e produtora do Cine Humberto Mauro.

27/02 QUI

16h HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA ESPECIAL | Folhas Caindo, de Alice Guy Blaché (Falling Leaves, EUA, 1912) | Livre | 12’

Ao saber que sua irmã está prestes a morrer e que a provável data de sua morte será o fim do outono a pequena Trixie encara uma tentativa inocente e desesperada de salvar sua vida. Com agulha e linha na mão costura as folhas que caem das árvores para que o outono nunca termine. Alice Guy-Blaché foi uma pioneira no cinema sendo considerada a primeira pessoa na história a dirigir e roteirizar filmes ficcionais.

A Vida é uma Dança, de Dorothy Arzner (Dance, Girl, Dance, EUA, 1940) | 14 anos | 90’

Judy O’Brien (Maureen O’Hara) é uma promissora bailarina iniciante. Quando sua mentora morre em um acidente ela acaba aceitando ser escada de Bubbles (Lucille Ball), colega da companhia de dança que decidiu seguir carreira fazendo outro tipo de apresentação. Enquanto Bubbles não vê problema em usar e abusar da sensualidade e do jogo de sedução, Judy é orgulhosa e séria demais para prestar-se a esse papel. As diferenças ameaçam a parceria e a situação fica ainda mais tensa quando as duas se apaixonam pelo mesmo homem.

Sessão comentada pela curadora do Cineclube Aranha e produtora do Cine Humberto Mauro Mariah Soares

 INFORMAÇÕES GERAIS 
 O quê? História Permanente do Cinema Especial | Mostra Clássicas
 Quando? 27/2, às 16h
 Onde? Cine Humberto Mauro | Av. Afonso Pena, 1537. Centro. Belo Horizonte
 Entrada? Gratuita
 Informações para o público (31) 3236-7400