Fundação Clóvis Salgado recebe atividades formativas gratuitas da 33ª Bienal de São Paulo

Fundação Clóvis Salgado recebe atividades formativas gratuitas da 33ª Bienal de São Paulo

Como parte da programação da itinerância da 33ª Bienal de São Paulo, a Fundação Clóvis Salgado recebe no dia 4 de abril duas atividades formativas desenvolvidas pela Fundação Bienal de São Paulo: O Exercício de Atenção, que será realizado das 15h às 18h, e a palestra Afinidades Afetivas, que acontece das 19h às 21h. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas mediante preenchimento de formulário online. Ambas as atividades serão conduzidas por Elaine Fontana, coordenadora de Mediação do Programa Educativo da Fundação Bienal, e Janaína Machado, assessora do programa educativo da Fundação Bienal.

Inscrição para o EXERCÍCIO DE ATENÇÃO.

Inscrição para PALESTRA AFINIDADES AFETIVAS.

Na parte da tarde, das 15h às 18h, na sala Juvenal Dias, os inscritos vão participar do Exercício de Atenção, uma prática de atenção prolongada a obras, objetos e arquitetura, reconhecendo a diversidade do que pode ser arte, dos espaços que ela ocupa e dos públicos que ela mobiliza. Os participantes são convidados a exercícios individuais e, com base nas cartas da publicação educativa da Bienal, discutirem trechos de autores como Chimamanda Ngozi Adichie, Conceição Evaristo e Eduardo Viveiros de Castro.

À noite, também na Juvenal Dias, das 19h às 21h será realizada a palestra Afinidades Afetivas. A atividade apresenta os conceitos da 33ª Bienal, das pesquisas curatoriais e dos artistas que integram a mostra em Belo Horizonte. A ação também convida à prática coletiva de atenção, com etapas de observação, registro, compartilhamento, e reflexão sobre as experiências.

Sobre a itinerância da 33ª Bienal – Com o título Afinidades Afetivas, a mostra parte de compatibilidades artísticas e culturais entre os envolvidos, ressaltando a justaposição das obras no centro do processo curatorial. No ano passado, o Pavilhão Bienal recebeu doze projetos individuais selecionados pelo curador-geral Gabriel Pérez-Barreiro e sete mostras coletivas organizadas por artistas-curadores convidados.

Segundo o crítico italiano Jacopo Crivelli, responsável pela curadoria das itinerâncias, as mostras foram concebidas como novas experiências em relação ao projeto original, de maneira que não replicassem literalmente o que foi visto no Pavilhão. Em Belo Horizonte, todas as galerias de artes visuais da Fundação Clóvis Salgado e o Cine Humberto Mauro receberam obras de 16 artistas em suportes variados que integraram a edição 2018 da Bienal. Entre eles, estão trabalhos de Waltercio Caldas, Tamar Guimarães, Alejandro Corujeira, Roderick, Sofia Borges, Sara Ramo e Maria Laet.

Este evento tem correalização da APPA – Arte e Cultura. 

INFORMAÇÕES GERAIS

O quê? Atividades formativas da 33ª Bienal de São Paulo
Onde? Palácio das Artes | Av. Afonso Pena, 1537. Centro. Belo Horizonte
Quando? 4 de abril
Entrada? Gratuita
Informações para o público: 3236 -7400