Minas Pocket Literatura | Ricardo Aleixo

Créditos: Rafael Motta

Créditos: Rafael Motta

No dia 19 de dezembro a Fundação Clóvis Salgado apresenta uma nova edição do Minas Pocket Literatura, e convida ao palco da Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes o poeta, artista, ensaísta e editor, Ricardo Aleixo.

Depois de ter sido ovacionado pelo público da FLIP/Feira Literária Internacional de Paraty, em julho de 2017, a performance intermídia ANTIBOI, de Ricardo Aleixo, não voltou a ser montada no Brasil. Desde então, apenas o público presente no lendário Cabaret Voltaire (espaço de encontro da vertente suíça do dadaísmo), em Zurique, teve oportunidade de conferir a obra, em novembro do ano passado.

Convidado pela Fundação Clóvis Salgado para se apresentar no projeto “Minas Pocket”, Ricardo aproveita o fato de que o seu livro ANTIBOI (Crisálida, 2017) encontra-se entre os 10 finalistas do Prêmio Oceanos para mostrar a performance homônima ao público belo-horizontino, no próximo dia 19 de dezembro. Aleixo terá como convidado especial o seu parceiro Paulo Sérgio Thomaz, com quem vem desenvolvendo um trabalho em duo. Ambos produzirão, em tempo real, a ambiência eletroacústica sobre a qual serão entoados os poemas inseridos no roteiro da performance. Imagens extraídas de obras em vídeo realizadas por Ricardo Aleixo serão projetadas ao longo da apresentação.

Ricardo Aleixo

Ricardo Aleixo é poeta, artista visual e sonoro, cantor, compositor, performador, ensaísta e editor. Publicou, entre outros, os livros Pesado demais para a ventania (Todavia, 2018, finalista do Prêmio Oceanos). Antiboi (LIRA/Crisálida, 2017), Impossível como nunca ter tido um rosto (edição do autor, 2015), Modelos vivos (Ed. Crisálida, 2010 – um dos 10 finalistas dos prêmios Portugal Telecom e Jabuti 2011) e Trívio (Ed. Scriptum, 2001). Como solista ou integrante da Cia SeráQuê e do Combo de Artes Afins Bananeira-ciência, já performou na Alemanha, na Argentina, em Portugal, na França, na Suíça, no México, na Espanha e nos EUA. Integra antologias, coletâneas e edições especiais de revistas e jornais dedicados à difusão da poesia brasileira nos EUA, na Argentina, em Portugal, na França, de País de Gales, em Angola e no México. Tem participado de importantes exposições coletivas, como Poiesis (RJ, 2007), Radiovisual – Em torno de 4’33” (Bienal do Mercosul, Porto Alegre, 2009) e Poética Expositiva (RJ, 2011). É curador dos eventos Feira de Inutensílios e Poesia&. Edita a revista Roda – Arte e Cultura do Atlântico Negro e a Coleção Elixir, de plaquetes tipográficas. Concentra seus projetos de criação e pesquisa no Laboratório Interartes Ricardo Aleixo, no bairro Campo Alegre, em Belo Horizonte, cidade onde nasceu em 1960.

O evento tem entrada GRATUITA com retirada de ingressos na bilheteria do Palácio das Artes, 1h antes do evento. 

O evento tem correalização da APPA- Arte e Cultura. 

INFORMAÇÕES GERAIS
O quê? Minas Pocket Literatura | Ricardo Aleixo
Onde? Sala Juvenal Dias – Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro – Belo Horizonte/ MG)
Quando?  19 de dezembro | 20h
Entrada? Gratuita | Retirada de ingressos 1h antes do evento
Informações para o público: (31) 3236-7400